Redes Sociais

twitter facebook

Rio Ave-Tondela, 2-4 (crónica)

Rio Ave-Tondela, 2-4 (crónica)

Mensagempor Jo@o_M@ri@ em 15 set 2019, 19:44

https://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/5d7e6ace0cf24527e48f1061/960

Eficácia e contra-ataque valeu triunfo ao Tondela

O Tondela foi a Vila do Conde dar uma lição de contra-ataque e de eficácia. Natxo assumiu o papel de professor e ensinou o Rio Ave que não basta ter muita posse de bola para ganhar o jogo. Os vilacondenses dominaram e até tiveram algumas oportunidades para marcar. Ainda assim, foram os tondelenses a marcar. Kieszek acabou a primeira parte sem qualquer defesa, mas com dois golos já sofridos.

Denilson foi a figura do jogo ao apontar dois golos e, ainda, assistir outro. O avançado marcou nos dois primeiros remates que fez à baliza rioavista e ficou a centímetros do golo na terceira tentativa. Assim, o Tondela ultrapassa o Rio Ave na tabela classificativa, passando agora a ter oito pontos, contra sete da equipa anfitriã.

O Rio Ave mostrou bem cedo que queria mandar no jogo. Porém, não contava com um Tondela que fez da arte do contra-ataque a sua principal arma. Da primeira vez que chegou à baliza vila-condense, marcou. João Pedro desmarcou Denilson na esquerda, este deu de calcanhar para Pité que rematou para golo.


De forma simples e bonita, o Tondela adiantava-se no marcador, logo aos seis minutos. O jogo acontecia quase todo no meio campo dos visitantes, mas era na baliza de Kieszek que o esférico entrava. À passagem do quarto de hora, nova desmarcação de Denilson, que ganhou em velocidade a Diogo Figueiras e rematou para o segundo golo.

Carlos Carvalhal pedia calma à equipa e os vilacondenses continuaram a trocar a bola até ganhar espaço para chegar à baliza contrária. O Tondela, com uma equipa muito curta, fechava os espaços e não deixava os rioavistas criarem grande perigo. O intervalo foi-se aproximando e os da casa carregavam cada vez mais e acabaram por chegar mesmo ao golo. Tarantini aproveitou uma bola perdida na área para reduzir.

No segundo tempo continuou tudo na mesma. O Rio Ave entrou a mandar no jogo e o Tondela a deixar jogar, mas sem nunca deixar de espreitar o contra-ataque. Natxo queria mais e lançou Jonathan Toro em campo e os resultados foram quase imediatos. Sete minutos depois de entrar, o hondurenho marcou. Murillo trabalho bem na direita e cruzou para a cabeçada certeira do avançado tondelense.


Os vilacondenses acusaram o golo e os visitantes aproveitaram para marcar mais um. Xavier, também pela direita, deixou vários adversários para trás, entrou na área e deixou para trás em Denilson, que rematou cruzado para golo. Duro golpe nas aspirações rioavistas e estava, praticamente, encontrado o vencedor do jogo.

Ainda assim, os locais nunca desistiram. Apostando quase sempre na direita, Carlos Mané esteve muito apagado, os vilacondenses insistiram até chegarem ao golo. Nuno Santos, sempre ele, cruzou da esquerda para a cabeça de Bruno Moreira, que só teve de encostar. Até ao final, os da casa tentaram reduzir ainda mais, mas nunca foram eficazes.


In Mais Futebol
Avatar do Utilizador
Jo@o_M@ri@
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 48257
Registado: 30 mai 2015, 00:37

{ SO_SELECT }

{ SHARE_ON_FACEBOOK } Facebook { SHARE_ON_TWITTER } Twitter { SHARE_ON_ORKUT } Orkut { SHARE_ON_MYSPACE } MySpace

Voltar para Rio Ave Futebol Clube

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante