Redes Sociais

twitter facebook

Génios à solta no Algarve

https://secure.cache.images.core.optasports.com/soccer/teams/150x150/1710.png

Génios à solta no Algarve

Mensagempor Maria Coelho em 25 ago 2019, 21:54

https://www.zerozero.pt/wimg/n260602b/genios-a-solta-no-algarve.jpg

A possibilidade de chegar à liderança do Campeonato aguçou o apetite de Portimonense e Sporting. Após um começo louco com três golos nos oito minutos, a partida continuou a um excelente ritmo até ao final. Intensidade, momentos de bom futebol e oportunidades para os dois conjuntos resultaram no triunfo leonino em solo algarvio (1x3). Grande espetáculo e liderança (provisória?) para o Sporting! Que frenesim! Ainda nem o jogo tinha começado e já os adeptos do Sporting, presentes em massa no Portimão Estádio, pediam à equipa verde e branca que «jogasse à bola». O apelo da exigente massa adepta sportinguista estava feito e a resposta foi dada dentro das quatro linhas, de forma clara, logo nos primeiros minutos de jogo, pela equipa de Marcel Keizer.

Três minutos. O tempo necessário para Raphinha libertar o génio e fazer avançar o placard a favor dos leões. O extremo brasileiro, um dos ativos mais preciosos da nova versão do Sporting, recebeu o esférico do inevitável Bruno Fernandes, driblou sobre Pedro Sá e o resto… Bem, o melhor é mesmo (re)ver o golo! Os festejos fizeram-se sentir em força em Portimão e quase nem houve tempo para interrupções. Em estreia no onze, Luciano Vietto – provou que é possível coabitar com o capitão Bruno Fernandes – descobriu o homem que o presidente Frederico Varandas não deixa sair por menos de 70 milhões e este serviu de bandeja o oportunista Luiz Phellype. A desvantagem madrugadora de dois golos não abalou a confiança do Portimonense, que esteve irreconhecível no arranque da partida, e uma abordagem precipitada por parte de Mathieu deu origem a uma grande penalidade a favor dos homens da casa, que viria a ser convertida por Rômulo. Oito minutos e três golos! Com tanto para contar sobre os primeiros minutos, desengane-se quem pense que o resto da primeira parte teve menos espetáculo. As duas equipas não tiraram o pé do acelerador – o Portimonense a aproveitar muito os corredores, sobretudo o direito, através de Anzai e Tabata, e o Sporting mais virado para a zona central (Vietto e Bruno Fernandes, que delícia!) – e não houve mais golos por mero acaso... ou por uma análise questionável de Carlos Xistra. Bruno Fernandes quase marcou de chapéu, Iury falhou o alvo por muito pouco e o árbitro reverteu duas vezes uma decisão em que conseguiu assinalar livre e grande penalidade a favor do Sporting num primeiro momento e posteriormente uma falta a favor do Portimonense, esta última a decisão final.

https://twitter.com/playmaker_PT/status ... 3907204099

https://www.zerozero.pt/img/galerias/originais/643/600643_ori_liga_nos_portimonense_x_sporting.jpg

Bruno Fernandes, o carteiro O camisola 8 tirou o dia para ser carteiro e não mudou de tarefa no segundo tempo. Depois de entregar duas cartas com sucesso a Raphinha e Luiz Phellype, o capitão leonino terminou o serviço com mais uma missiva para o jovem extremo brasileiro. De génio!

António Folha ainda procurou dar mais alguma amplitude ao meio-campo do Portimonense com a entrada de Lucas Fernandes, e poder de fogo ao ataque com a presença de Jackson, mas viria a ser o Sporting a ampliar a vantagem. Raphinha aproveitou mais um passe magistral de Bruno Fernandes para fazer o terceiro. E só não fez o hattrick porque não conseguiu bater Ricardo Ferreira, no 1x1, após passe delicioso do não menos genial Luciano Vietto. Em suma, o Sporting sai de Portimão com os três pontos, que valem a liderança da Liga NOS (à espera do que possa fazer o Famalicão ainda esta noite), após bater um Portimonense que promete fazer um campeonato bastante tranquilo e que vendeu cara a derrota. Além disso, Keizer ganhou a aposta em Vietto. O argentino provou que é possível alinhar com Bruno Fernandes em simultâneo e pode ser um dos destaques da Liga NOS, 2019/20.

https://twitter.com/playmaker_PT/status ... 4091924480

A Chave
Minuto 6: Grande passe de Vietto para Bruno Fernandes, que com muita tranquilidade oferece o golo a Luiz Phellype.

O Árbitro
Aos 11 minutos, Carlos Xistra assinalou livre em zona frontal da baliza do Sporting, mas recebeu indicação do vídeo-árbitro para uma possível falta de Pedro Sá sobre Luiz Phellype, já no interior da área dos algarvios. O árbitro da AF Castelo Branco mudou a sua decisão de livre para grande penalidade, mas foi novamente alertado pelo VAR para uma alegada falta de Thierry sobre Aylton, logo no início da jogada. O lateral não tem qualquer intervenção no desenho ofensivo da equipa de Keizer, diga-se, só que Xistra voltou (novamente) atrás na decisão e assinalou falta praticamente a meio-campo a favor do Portimonense. Algumas dúvidas para esta decisão do árbitro, que ainda assim sai deste encontro com nota positiva.

O Melhor

https://www.zerozero.pt/img/geral/371425_med_.jpg.jpg

Bruno não esteve só
O capitão do Sporting voltou a ser determinante, ao ponte de ter sido ele a assistir para os três golos da formação de Alvalade, mas não esteve sozinho. Muito Raphinha e também muito Vietto, nesta tarde/noite em Portimão.

O Pior

https://www.zerozero.pt/img/geral/371426_med_.jpg.jpg

Erro de Mathieu
Uma má abordagem de Mathieu resultou na grande penalidade que deu origem ao golo do Portimonense. Dada a sua experiência, o central francês podia ter evitado este momento que deu margem para o Portimonense acreditar num resultado positivo.

Texto retirado do zerozero.pt
Maria Coelho
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 6022
Registado: 13 mai 2019, 23:05

{ SO_SELECT }

{ SHARE_ON_FACEBOOK } Facebook { SHARE_ON_TWITTER } Twitter { SHARE_ON_ORKUT } Orkut { SHARE_ON_MYSPACE } MySpace

Voltar para Portimonense Sporting Clube

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante