Redes Sociais

twitter facebook

Nadal faz horas extras na Taça Davis

Nadal faz horas extras na Taça Davis

Mensagempor pedrogentil em 21 nov 2019, 11:32

https://cdn.images.express.co.uk/img/dynamic/72/590x/Rafael-Nadal-1206958.jpg?r=1574261338425

Rafael Nadal estreou-se na Davis Cup Finals na terça-feira e, menos de 24 horas depoi,s colocou a Espanha nos quartos-de-final da centenária prova. Primeiro, o número um mundial contribuiu para que os espanhóis vencessem a Rússia, por 2-1; no dia seguinte, garantiu uma vitória mais confortável sobre a Croácia, que permitiu à Espanha ganhar o Grupo B.


Recuando ao dia em que mais de 20 mil fãs entraram na Caja Mágica de Madrid, Andrey Rublev somou a quinta vitória da carreira sobre um top 10, ao superar Roberto Bautista Agut, por 3-6, 6-3 e 7-6 (7/0). Nadal igualou o embate, ao bater Karen Khachanov, por 6-3, 7-6 (9/7). O número um do ranking teve de salvar um set-point antes de somar a sétima vitória sobre o russo em outros tantos duelos. No par decisivo, Feliciano López e Marcel Granollers derrotaram Khachanov e Rublev, por 6-4, 7-6 (7/5), num embate que mas só terminou perto das duas da madrugada de quarta-feira.


Nesta quarta, Bautista Agut dominou o croata Nikola Mektic, por 6-1, 6-3, seguido de Nadal que confirmou diante de Borna Gojo, através dos parciais de 6-4, 6-3.

Entretanto, o Canadá foi o primeiro país a garantir o acesso aos quartos-de-final, ao derrotar os EUA, por 2-1, e somar a segunda vitória no Grupo F. Vasek Pospisil, que, na segunda-feira, tinha ganho ao italiano Fabio Fognini, derrotou Reilly Opelka, por 7-6 (7/5), 7-6 (9/7). E Denis Shapovalov, vencedor de Matteo Berrettini, assegurou a vitória ao bater Taylor Fritz, por 7-6 (8/6), 6-3. Os canadianos abdicaram de disputar o par, pelo que foi automaticamente averbada uma vitória dos EUA, por 6-0, 6-0, numa decisão muito criticada pelas outras equipas.

Quarta-feira foi também o dia de estreia para dois ex-número um do ranking, Novak Djokovic e Andy Murray. Após a vitória do sérvio Filip Krajinovic sobre Yuichi Sugita, por 6-2, 6-4, Djokovic derrotou Yoshihito Nishioka, por 6-1, 6-2. O resultado de 3-0 sobre o Japão, desfalcada de Kei Nishikori, ficou definida pela dupla Janko Tipsarevic e Viktor Troicki.

No Grupo E, Murray levou quase três horas para superar o holandês Tallon Griekspoor (161.º) no seu regresso à selecção, após um jejum de três anos: E, no set decisivo, teve de recuperar de 1-4 e 1/4 no tie-break, antes de ganhar, por 6-7 (7/9), 6-4 e 7-6 (7/5).

Robin Haase igualou ao bater Dan Evans, por 3-6, 7-6 (7/5) e 6-4, mas o irmão de Andy, Jamie, e Neal Skupski deram o triunfo à Grã-Bretanha ao derrotarem os holandeses Wesley Koolhof e Jean-Julien Rojer, por 6-4, 7-6 (8/6).

No Maia Open, Pedro Sousa e João Domingues passaram à segunda ronda do torneio que encerra o Challenger Tour 2019. Sousa (146.º) recuperou da desvantagem de um break no set decisivo para eliminar Javier Marti (1122.º), por 6-3, 4-6 e 6-4. Domingues (192.º) salvou os oito break-points que enfrentou diante de Maximilian Neuchrist (671.º), para vencer, por 7-5, 6-1.

Fábio Coelho (1423.º) – repescado para o lugar do número três luso, Frederico Silva (191.º) – reencontrou Andrea Vavassori (398.º), que o tinha derrotado no qualifying, mas o italiano voltou a impor-se, por 6-4, 6-1.

Já o duelo entre Nuno Borges (616.º) e o húngaro Attila Balazs (137.º) foi suspenso e adiado para esta quinta-feira.



Fonte: Público
pedrogentil
Acabado de Chegar
Acabado de Chegar
 
Mensagens: 40
Registado: 18 nov 2019, 16:47

{ SO_SELECT }

{ SHARE_ON_FACEBOOK } Facebook { SHARE_ON_TWITTER } Twitter { SHARE_ON_ORKUT } Orkut { SHARE_ON_MYSPACE } MySpace

Voltar para Ténis

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante