Redes Sociais

twitter facebook

RECORDE O QUE ACONTECEU NO RED BULL CLIFF DIVING

RECORDE O QUE ACONTECEU NO RED BULL CLIFF DIVING

Mensagempor Maria Coelho em 20 jun 2019, 17:45

https://thumbs.web.sapo.io/?epic=ZDNhbp3s8NfP7kONnuY84X1IfsKuFfLRpqgwX6Hh7otykY5kDvX5ZdSd435kTcdyhxs4/o6XVWg8JprYktqvw+xfN9VQsEnALVU0aDU+tn/BLMA=&W=800&H=0&delay_optim=1

RECORDE O QUE ACONTECEU NO RED BULL CLIFF DIVING ANTES DA ETAPA DOS AÇORES

Este será o oitavo ano em que a prova conhece ilhéu de Vila Franca do Campo, em São Miguel.

Pelo oitavo ano consecutivo, os Açores voltam a acolher o ‘Red Bull Cliff Diving World Series’, nos dias 21 e 22 de junho, tendo novamente como palco o ilhéu de Vila Franca do Campo.

A famosa prova de saltos para a água atinge, em 2019, o marco de uma década, sendo que a etapa açoriana é mesmo a mais antiga do circuito.

Entre setembro e abril, o circuito mundial da modalidade realiza-se também em Polignano a Mare, na Itália, Mostar, na Bósnia e Herzegovina, e em Bilbau, em Espanha, contando ainda com três novas localizações: El Nido, na região de Palawan, Filipinas; Dublin, na República da Irlanda; e nas escarpas Raouché, nos arredores de Beirute, Líbano.

À chegada aos Açores, que marca a quarta etapa do circuito, o britânico Gary Hunt e a australiana Rhiannan Iffland, campeões em título, lideram a classificação geral com confortável vantagem.

Recorde o que aconteceu nas etapas anteriores
Etapa 1 - El Nido, Palawan

A primeira etapa visitou a 12 e 13 de abril a ilha de Palawan, nas Filipinas, confirmando os créditos dos campeões. O britânico Gary Hunt e a australiana Rhiannan Iffland bateram a concorrência num cenário paradisíaco em estreia no circuito mundial.

A saltar a 27 metros de altura, a competição masculina começou por destacar o perfecionismo do mexicano Jonathan Paredes, com duas notas dez. No entanto, a grande surpresa desta jornada veio do leste europeu: o estreante romeno Constantin Popovici lutou pela vitória e acabou por ficar com a medalha de prata, relegando Paredes para o último lugar do pódio. O ouro estava reservado para Gary Hunt, a deixar claro que está em condições de lutar pela revalidação do título.



Nas mulheres o cenário não mudou muito. A glória foi para a australiana Rhiannan Iffland, que conquistou aqui a 12.ª vitória da sua carreira. Os ventos de leste também sopraram neste setor, com a bielorussa Yana Nestsiarava a mostrar pela primeira vez que pode chegar aos lugares cimeiros. Desta vez terminou no segundo lugar, à frente da veterana canadiana Lysanne Richard.



Etapa 2 - Dublin, Irlanda

O romeno Constantin Popovici e a australiana Rhiannan Iffland foram os mais fortes na segunda paragem do Red Bull Cliff Diving World Series, que decorreu nos dias 10 e 11 de maio, no porto de Dún Laoghaire, nos arredores de Dublin. Uma etapa que acabou por não contar para o ranking do campeonato, devido às condições meteorológicas adversas, nomeadamente pela temperatura da água abaixo dos 12 graus centígrados regulamentares.

Ainda assim, a etapa irlandesa acabou por atrair mais de 140 mil espectadores, que desafiaram o frio de Dublin para ver 'in loco' os aventureiros saltadores, que apesar de terem sido aconselhados a não arriscar, proporcionaram um espetáculo para mais tarde recordar.



Etapa 3 - Polignano a Mare, Itália

A terceira etapa do Red Bull Cliff Diving World Series, que antecede a passagem pelos Açores, visitou nos dias 1 e 2 de junho a pitoresca vila italiana de Polignano a Mare. Foram mais de 60 mil os espectadores que marcaram presença nesta etapa, criando uma moldura humana que constituiu uma motivação adicional para os 23 saltadores de 14 países que desafiaram as leis da gravidade, a velocidades próximas dos 100 quilómetros por hora.

Rhiannan Iffland voltou a fazer história, acrescentado ao currículo a décima quarta vitória no circuito, em vinte etapas realizadas. Além disso, alcançou um simbólico duplo 'hat trick', com três vitórias em três anos de competição em Itália, e três vitórias consecutivas nesta temporada.

Gary Hunt também teve motivos para sorrir, ao vencer mais uma etapa desta edição, deixando a concorrência na classificação geral a uma distância confortável.




Classificação geral após três etapas
Masculinos

1.º Gary Hunt GBR | 400 pontos

2.º Andy Jones EUA | 220 pts

3.º Kris Kolanus POL | 200 pts

4.º Jonathan Paredes MEX | 190 pts

5.º Michal Navratil CZE | 170 pts

Femininos

1.º Rhiannan Iffland AUS | 400 pontos

2.º Yana Nestsiarava BLR | 290 pts

3.º Lysanne Richard CAN | 240 pts

4.º Jessica Macauly GBR | 200 pts

5.º Maria Paula Quintere COL | 160 pts

In SapoDesporto
Maria Coelho
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 10385
Registado: 13 mai 2019, 22:05

{ SO_SELECT }

{ SHARE_ON_FACEBOOK } Facebook { SHARE_ON_TWITTER } Twitter { SHARE_ON_ORKUT } Orkut { SHARE_ON_MYSPACE } MySpace

Voltar para Outras Modalidades

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes