Redes Sociais

twitter facebook

Desp. Chaves-Nacional, 4-1 (crónica)

Desp. Chaves-Nacional, 4-1 (crónica)

Mensagempor admin em 29 abr 2019, 01:27

https://maisfutebol.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/5cc5cb650cf20be17fda775b/960

Um «hat-trick» que vale ouro

Ao fim de dois meses, eis que a vitória sorriu aos flavienses em sua casa, para gáudio dos adeptos. Era um jogo entre aflitos, é certo, e essa situação, aliada à prestação do Chaves em casa nos últimos jogos, deixava antever muitas dificuldades, pois o Nacional também trazia na intenção a conquista dos três pontos. A equipa de José Mota foi mais forte e, com este triunfo, alcança o Tondela na fuga à despromoção. A formação comandada por Costinha, por seu lado, fica numa situação bem mais complicada, já a quatro pontos dos dois adversários diretos.

Após a acalentadora vitória dos comandados de José Mota em Moreira de Cónegos, os flavienses viram uma luzinha no fundo do túnel, traduzida na esperança da manutenção entre os grandes do nosso desporto rei. Para isso, vem aí uma tarefa árdua, com quatro «finais», a primeira das quais assumida neste jogo. Motivação é a palavra chave para o que resta do campeonato.


E foi uma equipa motivada e determinada a que assumiu este jogo, como prova a marcha do marcador. Logo aos 10 minutos, o Chaves colocou-se em vantagem, por William, culminando uma jogada de antologia conduzida pela esquerda, cujos intervenientes foram também Ghazaryan que desmarcou Djavan e este cruzou de forma magistral para o mencionado William, de cabeça, inaugurar o marcador.

O mesmo William, em tarde inspirada, fez depois o segundo golo da sua equipa, aos 22 minutos, novamente de cabeça, mas agora, a jogada foi conduzida pela direita, tendo a ajuda de Lionn. Antes, o Nacional, que também entrou em campo determinado a lutar pela vida, tinha empatado a partida, através de uma grande penalidade, convertida por Camacho. A defesa flaviense não conseguiu aliviar de forma eficaz um perigoso ataque forasteiro e Campi acabou mesmo por derrubar Kalindi.


A primeira parte foi assim, muito movimentada, com ambos os conjuntos a assumirem a responsabilidade do jogo, mas cujo ascendente coube sempre aos da casa.

O segundo tempo serviu para o Chaves consolidar a vantagem no marcador e até ampliá-la, pois aos 64 minutos, Luther Sing praticamente sentenciou a partida ao obter o terceiro golo, para depois, aos 86 minutos, William fechar a contagem, com chave de ouro, registe-se, pois conseguiu neste jogo um «hat trick».

De permeio, o Nacional ainda esboçou uma reação, aos 68 minutos, com Nuno Campos a rematar forte e certeiro a que correspondeu António Filipe com excelente defesa, para canto.

Este foi um Chaves como nunca se tinha visto ao longo do campeonato, mostrando atitude, sendo superior ao adversário, pelo que o resultado se ajusta perfeitamente ao que se passou em campo.




In Mais Futebol
Avatar do Utilizador
admin
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 228255
Registado: 21 set 2011, 22:13

{ SO_SELECT }

{ SHARE_ON_FACEBOOK } Facebook { SHARE_ON_TWITTER } Twitter { SHARE_ON_ORKUT } Orkut { SHARE_ON_MYSPACE } MySpace

Voltar para Grupo Desportivo de Chaves

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes